Sexta-feira, 17 de Fevereiro de 2017

Religiões Cristãs (Católica, Ortodoxa, Protestante, Anglicana)

.
Cristianismo vem da palavra Cristo, que significa messias, pessoa consagrada, ungida. Do hebraico mshiah (o salvador) foi traduzida para o grego como Khristos e para o latim como christus.
 
Para os cristãos, Jesus Cristo é o messias que os judeus esperavam e não reconheceram, e que, segundo os seus primeiros seguidores, foi crucificado, morreu e ressuscitou, tornando-se a ressurreição o centro do cristianismo. Esta religião baseia-se, assim, na fé numa pessoa — JC — e não numa entidade transcendente (ao contrário dos outros dois monoteísmos). JC é também chamado filho de Deus, uma das três pessoas da Santíssima Trindade — as outras são designadas por Deus Pai e Espírito Santo; mas para os cristãos Deus é um só revelado em três pessoas distintas.
 
Quando se deu a Reforma Protestante foram fundadas inúmeras igrejas cristãs, cada uma com diferentes interpretações de passagens bíblicas ou de ensinamentos de Cristo.
.
 
1.1. Católica: Na Igreja Católica, além do essencial da fé cristã, aceita-se o culto da Virgem Maria (ou Nossa Senhora), a mãe de Jesus, e o culto dos santos. A hierarquia é basicamente constituída por diáconos, padres, bispos e Papa.
.
1.2. Ortodoxa: Os ortodoxos acreditam no mesmo Deus dos católicos e dos protestantes, estando muito próximos dos católicos. Acreditam que devemos de nos aproximar de Deus através da oração, a sós, ou em grandes cerimónias, muito belas.
.
Não reconhecem a autoridade do Papa (desde o cisma de 1054, quando se deu a ruptura entre os bispos de Roma e de Constantinopla), mas têm uma estrutura doutrinal e hierárquica semelhante à católica: culto dos santos, devoção à Virgem Maria, eucaristia; as imagens em pedra não existem na Igreja Ortodoxa, sendo "substituídas" pelos ícones (imagens esculpidas ou pintadas).
.
Os diáconos e os padres podem casar-se antes da ordenação, os bispos têm que ser celibatários (são escolhidos entre os monges).
.
Em Portugal há dois pequenos grupos que reivindicam serem representantes da ortodoxia.
.
1.3. Protestante: Nascem da cisão provocada pela excomunhão de Lutero, depois de este monge alemão ter afixado, em 1517, as suas 95 teses contra as indulgências. Lutero foi depois seguido por outros nomes que hoje também são referência do protestantismo: Calvino, Wycliff, Zwingli, Wesley, Knox.
.
Recusam a autoridade do Papa, o culto dos santos e da Virgem Maria, e vêem os sacramentos de um modo mais desvalorizado do que os católicos (dependendo essa valorização de cada uma das confissões).
.
A ruptura de Lutero — baseada na ideia da "sola fide, sola scriptura" (só a fé e só a Escritura é que salvam) — cria uma multiplicidade de grupos: reformados, evangélicos, calvinistas, presbiterianos, etc. A estrutura destas Igrejas quase não tem hierarquia: esta resume-se pouco mais que ao pastor ou presbítero (equivalente ao padre, mas que pode casar) e, às vezes, ao bispo (também pode casar).
.

Podemos dividir os Protestantes em:

 
. Metodistas, Presbiterianos e Anglicanos/Lusitanos.
 
Estes reúnem-se no Conselho Português de Igrejas Cristãs (Copic), inserindo-se numa corrente que radica directamente na Reforma e admite actualmente o diálogo ecuménico (institucional e teológico) com a Igreja Católica.
 
. Evangélicos (Assembleia de Deus, Baptistas, Adventistas do Sétimo Dia, Pentecostalistas, Irmãos, etc.).
 
Estes Correspondem fundamentalmente a igrejas nascidas nos últimos 100-150 anos, e agrupam-se na Aliança Evangélica Portuguesa, que aceita o diálogo institucional, mas não teológico, com a Igreja Católica. Os evangélicos estão federados na Aliança Evangélica Mundial.
.

 1.4. Anglicana: Nascem da cisão provocada, em 1534, por Henrique VIII entre a Igreja de Inglaterra e o Papa. Têm uma doutrina e uma hierarquia semelhantes à católica, mas admitem actualmente o casamento dos padres e a ordenação de mulheres, e recusam a jurisdição do Papa.

.

A Comunhão Anglicana é a "federação" de todas as igrejas anglicanas do mundo. A Igreja Lusitana, de Portugal, integra a Comunhão Anglicana.

.

.

Observação: Novos movimentos religiosos ("seitas") são um Fenómeno recente na sua expressão sociológica, vulgarmente denominados como "seitas", os novos movimentos religiosos (pelo menos os cristãos, como Igreja Maná ou Igreja Universal do Reino de Deus) herdam muito das denominações evangélicas de origem americana, mas insistem em outras práticas secundarizadas por aqueles, como sejam as curas e a colecta de dízimo ("ofertas"). Tem sido prática do PÚBLICO referir-se a estes grupos como "novos movimentos religiosos", evitando chamar-lhes "seitas", que passou a ter uma conotação pejorativa.

.
.
Veja também outros
textos sobre Filosofia e Religião
.
.
O que se pretende com este blogue
.
.
publicado por Alexandra Caracol às 22:43
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 29 de Janeiro de 2016

FILOSOFIA E RELIGIÃO

. . Esquema resumido acerca das Religiões do Mundo . Religiões Cristãs (Católica, Ortodoxa, Protestante, Anglicana) . ...

Ler artigo
publicado por Alexandra Caracol às 15:44
link do post | comentar | favorito
|

MAIS SOBRE MIM

Livros gratuitos Alexandra Caracol_botao amarelo

PESQUISAR NESTE BLOG

 

POSTS RECENTES

Religiões Cristãs (Católi...

FILOSOFIA E RELIGIÃO

ARQUIVOS

FILOSOFIA E RELIGIÃO

TESTEMUNHOS DA VIDA REAL

A ARTE DE VIVER (Aprenda a ser feliz)

SAÚDE E CIÊNCIA ESPIRITUALIDADE

PENSAMENTOS SÁBIOS

FILMES

MÚSICA


.

subscrever feeds