Quarta-feira, 1 de Fevereiro de 2017

Hinduísmo

.

Mais do que uma simples religião, é um complexo conjunto de doutrinas e práticas religiosas que surgiram na Índia cerca de 4.000 anos atrás. Em sânscristo a palavra hinduísmo escreve-se “sanatana dharma”, que significa “a lei permanece”. São cerca de 650 milhões de adeptos dessa religião no mundo... Trata-se de uma religião politeísta (com vários deuses e deusas)...
.
O hinduísmo é uma das primeiras religiões a ter como fundamento a crença na reencarnação, e no carma, bem como na lei de acção e reação. Para os hindus, tudo reencarna. Não só as pessoas, mas também os animais...
 
A religião não busca a felicidade neste mundo. Sua principal orientação é para que o homem se liberte de todo o carma e das reencarnações, e atinja um estado conhecido como nirvana. O paraíso Bíblico, para os hindus, é esse. Para atingir esse “lugar” é necessário praticar ioga e meditação diariamente, por toda a vida, e fazer o bem.” (veja em http://www.fiorgeograf.com.br/religioes.htm)
 
Como explica L. Kapani, co-autora de "As Grandes Religiões do Mundo" ["Le Fait religieux", dir. de Jean Delumeau (Lib. Arthème Fayard, 1993); trad. port. Presença, 1997], a mentalidade hindu tem mais a ver com uma ortopraxia do que com ortodoxia; o hinduísmo é uma maneira de estar no mundo e engloba toda a vida, no concreto, tudo nele é prática. A um hindu, as filosofias e religiões ocidentais apresentam uma hipertrofia das representações e crenças, em detrimento do comportamento concreto, que no hinduísmo é o mais importante. Por isso, textos de exposição ou explicação teórica pouco lhe dizem, mas Madre Teresa de Calcutá era muito popular e profundamente respeitada.
 
Outro aspecto a salientar é que, ao contrário do judaísmo, com a Tora, o cristianismo, com a Bíblia, ou o islamismo, com o Corão, o hinduísmo não é uma "religião do Livro".
.
Os Vedas contém a Palavra sagrada, emanada pelo Absoluto no princípio da criação e captada pelo homem, por alguns sábios, tendo sido transmitida oralmente através dos tempos.
 
Deus e divindades: Muitas divindades vêm do tempo dos Vedas até aos Upanishadas. Mas a trilogia principal, já do tempo dos Puranas, é constituída por Brahma ou Prajapati ou Prapitamaha, o Criador; Vixnu ou Narayana, o Sustentador ou Conservador; e Mahesh ou Xiva ou Rudra, o Destruidor. Há também Ganesha ou Ganapati ou Ganadhipati, o deus com cara de elefante, adorado em primeiro lugar em qualquer cerimónia religiosa hindu. Os avatares são incarnações ou manifestações de uma divindade, em especial de Vixnu: Rama, Krixna, Buda são considerados incarnações de Vixnu. Shakti, conhecida sob muitos nomes diferentes, é a deusa da força, energia, natureza; Sarasvati (Sharadá) é a deusa de inteligência, conhecimento, sabedoria; Laxmi (Narayani) a deusa de riqueza, opulência, sorte, bem-estar. Há ainda nove durgas: Kumárika, Tri-Murti, Kalyani, Rohini, Káli, Chandiká, Shambhavi, Durgá, Bhadrá.

 

.
.
Veja também outros
textos sobre Filosofia e Religião
.
.
O que se pretende com este blogue
.
.
publicado por Alexandra Caracol às 10:44
link do post | comentar | favorito
|

MAIS SOBRE MIM

Livros gratuitos Alexandra Caracol_botao amarelo

PESQUISAR NESTE BLOG

 

POSTS RECENTES

Mensagem de Páscoa

Você não está doido! - Li...

Índice do livro gratuito ...

ESQUEMA RESUMIDO ACERCA D...

PENSAMENTOS SÁBIOS - 1

PENSAMENTOS SÁBIOS - 2

Religiões Cristãs (Católi...

Slides de Akiane kranarik...

A canção dos homens.

INQUISIÇÃO - Instrumentos...

ARQUIVOS

FILOSOFIA E RELIGIÃO

TESTEMUNHOS DA VIDA REAL

A ARTE DE VIVER (Aprenda a ser feliz)

SAÚDE E CIÊNCIA ESPIRITUALIDADE

PENSAMENTOS SÁBIOS

FILMES

MÚSICA


.

subscrever feeds