Domingo, 16 de Outubro de 2016

Perseguição, sofrimento e morte em nome de Deus - 7

 

.
(Para ver capítulos anteriores clique aqui)
.
.
UTILIZANDO AS DIFERENÇAS (RELIGIOSAS E/OU OUTRAS) COMO INSTRUMENTO DE DIFAMAÇÃO, EXCLUSÃO, PERSEGUIÇÃO, TORTURA, MORTE E TODO O TIPO DE DESCRIMINAÇÃO. ALGUNS EXEMPLOS:
.
Cruzadas
 
As cruzadas que não eram mais do que guerras religiosas entre cristãos e muçulmanos pela conquista da cidade de Jerusalém iniciaram-se no ano de 1096 d. C.
Apesar de inicialmente essas cruzadas terem tido o objectivo de conquistar a cidade Santa de Jerusalém, transformaram-se depois em guerra fanática feita pelos cristãos contra povos de outros credos.
Na Idade Média travaram-se guerras em nome da religião com a autorização do papa
“A essência das cruzadas uniu todas as esferas da cristandade, dos soberanos e nobres aos agricultores e pobres, numa mistura singular de religiosidade, de esperança de salvação, de aspiração ao lucro, de espirito de aventura e de fanatismo... A concepção do inimigo enquanto “pagão bárbaro”, aplicada indiscriminadamente pelos cruzados a muçulmanos e judeus, e em parte até aos cristãos orientais, originou uma série de massacres durante as conquistas, que do lado muçulmano encontraram uma retaliação correspondente.” (Em “Religiões do Mundo” de Markus Hattstein, Pág. 108)
“Como é sabido - e embora seja difícil distinguir a lenda da realidade - foi a 27 de Novembro do ano 1095, durante os trabalhos do Concílio de Clermont, que o Papa Urbano II exortou os cavaleiros cristãos a reconquistar a Terra Santa aos muçulmanos. Com a sua apaixonada exortação, o Pontífice Romano deu origem à Primeira Cruzada (1096/1099). Embora não se conservem exemplares do discurso original, chegaram até nós várias reproduções das palavras de Urbano, escritas alguns anos após o Concílio...
Começo pelos Judeus. As primeiras vítimas da fúria sanguinária dos cruzados foram as comunidades judaicas da Europa Central. Ainda antes dos barões e cavaleiros com os respectivos séquitos, se porem a caminho do Oriente, já um grande exército - se é que assim se poderia chamar - se tinha reunido sob o comando de um célebre místico, que ficou para a História como Pedro, O Eremita. Pedro reuniu uma multidão heterógenea de dezenas de milhares de camponeses, de pequenos nobres e todo o tipo de pessoas sem pertença ou nação, que aspiravam a atingir e conquistar Jerusálem, a "terra do leite e do mel". Movidos pelo ardor do fanatismo, alguns destes cruzados decidiram dar ali mesmo início à sua divina tarefa, massacrando milhares de Judeus alemães.
O "Gezerot Tatnu" ("Livro dos Massacres"), de um judeu anónimo de Mainz, narra as atrocidades cometidas por alguns milhares destes cruzados. Entre outros tristes acontecimentos narrados na referida obra, sucedeu o seguinte, na cidade alemã de Worms: os chefes dos cruzados acirraram o ódio da multidão contra os Judeus, mostrando-lhe um cadáver que teria sido, alegadamente, cozido pelos Judeus de Words. Com tal acto, quereriam os judeus contaminar os "gentios" da cidade, espalhando nela a água da cozedura. O autor do "Gezerot Tatnu", naturalmente, considera infundada esta acusação, atribuindo aos Cruzados o desenterramento do cadáver e todo o embuste, no intuito de incitar o ódio contra os Judeus...
O "Gezerot Tatnu" conta ainda que uma grande multidão de Judeus se tinha reunido na casa do Bispo local, que lhes dera asilo e alguma protecção, na medida do possível. Mas nem a propriedade da igreja foi respeitada por aqueles que se diziam cristãos: a casa foi cercada e centenas de judeus massacrados. Nas suas derradeiras horas, enquanto alguns tentavam ainda resistir ao ataque, os pais e as mães degolaram os respectivos filhos, para que não caíssem nas mãos dos cruzados. O livro narra ainda outras atrocidades deste calibre.“ (Em Respublica)
.
 
publicado por Alexandra Caracol às 12:06
link do post | comentar | favorito
|

MAIS SOBRE MIM

Livros gratuitos Alexandra Caracol_botao amarelo

PESQUISAR NESTE BLOG

 

POSTS RECENTES

Mensagem de Páscoa

Você não está doido! - Li...

Índice do livro gratuito ...

ESQUEMA RESUMIDO ACERCA D...

PENSAMENTOS SÁBIOS - 1

PENSAMENTOS SÁBIOS - 2

Religiões Cristãs (Católi...

Slides de Akiane kranarik...

A canção dos homens.

INQUISIÇÃO - Instrumentos...

ARQUIVOS

FILOSOFIA E RELIGIÃO

TESTEMUNHOS DA VIDA REAL

A ARTE DE VIVER (Aprenda a ser feliz)

SAÚDE E CIÊNCIA ESPIRITUALIDADE

PENSAMENTOS SÁBIOS

FILMES

MÚSICA


.

subscrever feeds