Domingo, 16 de Outubro de 2016

Perseguição, sofrimento e morte em nome de Deus - 3

.
(Para ver capítulos anteriores clique aqui)
.
.
UTILIZANDO AS DIFERENÇAS (RELIGIOSAS E/OU OUTRAS) COMO INSTRUMENTO DE DIFAMAÇÃO, EXCLUSÃO, PERSEGUIÇÃO, TORTURA, MORTE E TODO O TIPO DE DESCRIMINAÇÃO. ALGUNS EXEMPLOS:
.
 
 
Tenção entre hindus e muçulmanos
 
Após o império islâmico dos mongóis e mais tarde com Akbar (1556-1605) deu-se a consolidação do Estado, “o neto mais notável e tolerante de Babur, que atraía para a sua corte eruditos de todas as grandes religiões, fundando em 1582 a “comunidade da fé divina”. Fê-lo com o objectivo de reunir todas as confissões do império mongol numa espécie de “religião estatal”, onde todos participassem de igual forma. Este império decaiu após a morte do último Grão-Mongol... em 1707; no século XIX ficou sob o domínio colonial britânico. A partir desse século, a tensão crescente entre hindus e muçulmanos resultou numa série de confrontos sangrentos na Índia, e conduziu à fundação do Paquistão como Estado próprio para os muçulmanos indianos, após a independência da Índia, em 1947. A relação de ambos os países permanece, ainda hoje, problemática e melindrosa, facto intensificado pelos conflitos entre o poder indiano e as minorias muçulmanas, nesse país[1].”
 
 
Perseguição e guerra, gera perseguição e guerra
 
“Muçulmano é todo aquele que segue o islamismo, a religião do Islã...é preciso...aceitar a mensagem do profeta Maomé...
Maomé foi vítima de inúmeras campanhas de difamação e escárnio, levadas a cabo quer pelos árabes de Meca, quer por judeus e cristãos e acabou por abandonar Meca com os seus fiéis... toda a sua vida foi sempre muito sensível ao escárnio dos seus adversários. No ínicio parecia acreditar conseguir facilmente persuadir judeus e cristãos a aceitar a sua mensagem; somente a resistência e o escárnio daqueles fizeram com que se irritasse progressivamente com eles.”
“O povo de Meca odiava Maomé porque ele pregava contra seus deuses. Após dez anos de perseguições, o Sagrado Profeta e seus seguidores partiram para Medina.”
 “O Profeta (Maomé), iniciou guerras para conquistar outros países, pelas quais o Islã ficou famoso. Logo após a morte de Maomé, os exércitos muçulmanos começaram a lutar fora da Arábia, tornando-se muito temidos...[2]
“Maomé interessou-se pelas questões bélicas, sobretudo pelos aspectos defensivos, condenando todas as guerras que não fossem motivadas por razões religiosas. Chamou os crentes para a luta em prol de Deus e da religião...[3]
 
 


[1]Em “Religiões do Mundo” de Markus Hattstein, Pág. 94, 95 e 110
[2]Em “O que sabemos sobre o Islamismo?” de Shahrukh Husain, Pág 8, 13 e 34
[3]Em “Religiões do Mundo” de Markus Hattstein, Pág. 117
publicado por Alexandra Caracol às 11:18
link do post | comentar | favorito
|

MAIS SOBRE MIM

Livros gratuitos Alexandra Caracol_botao amarelo

PESQUISAR NESTE BLOG

 

POSTS RECENTES

Mensagem de Páscoa

Você não está doido! - Li...

Índice do livro gratuito ...

ESQUEMA RESUMIDO ACERCA D...

PENSAMENTOS SÁBIOS - 1

PENSAMENTOS SÁBIOS - 2

Religiões Cristãs (Católi...

Slides de Akiane kranarik...

A canção dos homens.

INQUISIÇÃO - Instrumentos...

ARQUIVOS

FILOSOFIA E RELIGIÃO

TESTEMUNHOS DA VIDA REAL

A ARTE DE VIVER (Aprenda a ser feliz)

SAÚDE E CIÊNCIA ESPIRITUALIDADE

PENSAMENTOS SÁBIOS

FILMES

MÚSICA


.

subscrever feeds